segunda-feira, 22 de maio de 2017

Vida Literária realiza atividade em escola da zona leste de São Paulo

A 15ª atividade do Vida Literária será realizada na capital paulista. Aproximadamente 250 estudantes da escola estadual professor Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, no Parque Guaianazes, recebem no próximo dia 25 de maio a equipe do projeto que levará à unidade de ensino palestra sobre a importância da leitura e distribuição gratuita de livros. A iniciativa é voluntária e é coordenada pelos jornalistas e escritores Anderson Fernandes e Débora Kaoru.

O projeto já passou por unidades de ensino das cidades de Mogi das Cruzes, Suzano, Itaquaquecetuba e Poá e já contemplou aproximadamente 2.200 estudantes e distribuiu gratuitamente 2.750 livros. “Acreditamos que estamos alcançando nosso objetivo, que é facilitar o acesso ao livro e à leitura. Nossa estrutura ainda é limitada, mas o projeto é feito com muita responsabilidade e isso contagia outras pessoas, por isso tem dado certo”, comentou Fernandes.

Todos os livros utilizados no projeto foram enviados por editoras, empresas, e por pessoas de diversas regiões do Brasil, após uma campanha de arrecadação feita pela Internet. Além da distribuição dos livros, Fernandes explica que a conversa com os alunos também é importante.

“Em todas as escolas que passamos, sempre ouvimos relatos da maioria dos alunos que ler é chato. No entanto a leitura é questão de prática, como qualquer atividade na vida e a mesma pode ser prazerosa quando são feitas as escolhas certas. Reforçamos que os estudantes não precisam apenas ler obras literárias consagradas, mas também jornais, revistas, gibis e portais de conteúdo”, ressaltou Fernandes

Débora acrescentou que o Vida Literária só acontece e é realizado porque conta com a participação de voluntários que sabem a importância da leitura para formação educacional e cultural. “Diversas escolas estão entrando em contato, mas infelizmente não conseguimos ainda atender todas, já que este é um projeto feito de forma voluntária e principalmente porque os livros são doações”, explicou.

Para contribuir com o Vida Literária é fácil! Só enviar um e-mail para jornalistafernandes@gmail.com, que será combinado como o livro chegará ao projeto. Quem precisar de mais informações sobre a iniciativa pode consultar os endereços: www.facebook.com.br/projetovidaliteraria e www.vidaliteraria.com.br.

Livro grátis
Como complemento ao projeto Vida Literária, os autores de “Nocaute”, os jornalistas Anderson Fernandes e Débora Kaoru, disponibilizarão o e-book do livro gratuitamente na escola estadual professor Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. “Nosso objetivo é promover a leitura e ainda possibilitar que o livro ‘Nocaute’ seja acessível”, disse Fernandes.

O livro Nocaute tem gerado comentários positivos. Sites e blogs especializados em literatura têm elogiado a forma como a publicação conduz o debate sobre maioridade penal. A obra conta a história de Antônio Silva, Pitbull, que ainda na infância enfrenta a morte dos pais e acaba sendo direcionado para um orfanato e após alguns crimes, para uma unidade de internação de menores. Neste local, o menino conhece o casal Marcos e Cláudia, que o ensinam o sentindo da vida, por meio da educação e do esporte.

0 comentários:

Postar um comentário